Arquivo de maio, 2011


Documentário realizado por Jared Levy.

65 Grafiteiros de 13 países chegam em Sao Paulo, Brasil para o 1o Bienal Internacional ” Grafite Fine Art’ no Museu MuBE.

Num mundo da arte onde a semântica importa, grafiteiros de todo o mundo se perguntam o que é exatamente “Grafite Fine Art”. Afinal de contas, quando o grafite deixa as ruas…ainda é considerado grafite?

Com música de Pretty Lights Music Label

Mix de Áudio e Mestra: Thiago Duar (PIPA Studio)

Artigo sobre o vídeo: jaredlevymedia.com/​2011/​05/​24/​graffiti-fine-art-official-extended-


Arte ocupando o espaço urbano

Publicado: 16 de maio de 2011 em Uncategorized

Texto elaborado pela colaboradora Rosana Pinheiro:

O M.A.O.U – Movimento Artístico de Ocupação Urbana – realiza uma série de intervenções artística em prédios abandonados, como o de fábricas desativadas por exemplo, para promover a arte e a cultura entre os moradores das regiões recebidas pelo evento. O grupo também tem como objetivo, chamar a atenção das autoridades e da mídia para espaços mal utilizados, que poderiam ser transformados em áreas de lazer e promoção da cultura e educação para os moradores locais. O M.A.O.U. é formado por vários profissionais como jornalistas, designers, grafiteiros, sociólogos, entre outros, que na maioria das vezes usa recursos próprios para a realização das intervenções. Seu principal meio de divulgação dos eventos, e recrutamento de novos participantes são as redes sociais Facebook e Twitter, e o Blog do grupo: http://dialeticassensoriais.wordpress.com, que entre outras informações fornece data e local dos eventos, e fotos dos trabalhos já realizados.

A última ocupação artística promovida pelo grupo aconteceu dia 3 de abril de 2011 em Perus – SP, na Companhia Brasileira de Cimento Portland Perus (CBCPP). Essa foi a primeira fábrica de cimento do Brasil, e hoje se encontra completamente abandonada e em estado de deterioração avançado. Inaugurada em 1926 a fábrica foi palco de intenso movimento trabalhista a partir do início da década de 1960. Os trabalhadores reivindicavam por melhores condições de vida e de trabalho. A CBCPP foi completamente desativada em 1986 após já estar com as suas instalações parcialmente fechadas devido às greves constantes e a diversos problemas judiciais e dívidas com a União. A fábrica faz parte não só da história de Perus, mas também do Brasil, já que foi uma das fornecedoras de material para a construção da capital federal na década de 1950.

A intervenção dia 3 de abril espalhou por quase todos os ambientes da fábrica imagens e mensagens dos artistas. A diversidade de estilos é vasta, e as imagens contrastadas com as ruínas causam impacto. A fábrica se localiza na Rua Tiburno, sem número, no Jardim Adelfiore. Esta totalmente aberta e é de livre acesso para quem quiser visitar. Os moradores de Perus em sua maioria conhecem a fábrica e sabem exatamente onde está localizada. Porém nenhum dos entrevistados se mostrou familiarizados com o M.A.O.U. e nem com o evento realizado na CBCPP no último dia 3. A iniciativa do M.A.O.U. além de ser aberta a quem quiser participar, promovendo uma integração e comunicação entre artistas e profissionais de várias vertentes, também introduz uma discussão importante sobre a utilização do espaço urbano, e o acesso da população a arte e cultura. A divulgação desse trabalho é de extrema relevância para que a discussão possa se propagar e atingir os órgãos responsáveis pela realização das melhorias necessárias.

Fotos também feitas pela Rosana P

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado: 11 de maio de 2011 em Uncategorized

<div><embed src=”http://static.issuu.com/webembed/viewers/style1/v1/IssuuViewer.swf&#8221; type=”application/x-shockwave-flash” allowfullscreen=”true” menu=”false” quality=”high” scale=”noscale” salign=”l” flashvars=”mode=embed&amp;viewMode=presentation&amp;layout=http%3A%2F%2Fskin.issuu.com%2Fv%2Flight%2Flayout.xml&amp;showFlipBtn=true&amp;documentId=110510194223-4f3c521ae48b41abaa20e88e5a72246e&amp;docName=apresenta__o_maou_20112_-&amp;username=dialeticasensoriais&amp;loadingInfoText=Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20do%20movimento&amp;et=1305139375280&amp;er=68″ style=”width:600px;height:450px” name=”flashticker” align=”middle”></embed><div style=”width:600px;text-align:left;”><a href=”http://issuu.com/dialeticasensoriais/docs/apresenta__o_maou_20112_-?mode=embed&amp;viewMode=presentation&amp;layout=http%3A%2F%2Fskin.issuu.com%2Fv%2Flight%2Flayout.xml&amp;showFlipBtn=true&#8221; target=”_blank”>Open publication</a> – Free <a href=”http://issuu.com&#8221; target=”_blank”>publishing</a> – <a href=”http://issuu.com/search?q=arquitetura&#8221; target=”_blank”>More arquitetura</a></div></div>


O Movimento Artistíco de Ocupação Urbana tem a hora de convidar para mas uma ocupação Artística

Dia 14 de maio de 2011 ocorrerá a 1ª ocupação Artística na Favela, e a comunidade escolhida como palco para essa grande atividade foi a Favela da Biquinha, comunidade situada no Município de São Bernardo do Campo. A ideia é fortalecer a comunidade e oportunizar espaço para os artistas locais exporem suas habilidades, além de abrir as portas para ativistas de diversas linguagens, e inclusive de outras regiões. Além de propor polí…ticas publicas que instrumentalizem e desenvolvam ações de cunho cultural e artístico nos bairros/comunidades periféricas, contribuindo para o desenvolvimento humano no sentindo mais amplo da palavra, concorrendo para uma sociedade mais justa e igualitária.

Para que possamos concretizar a vontade de que esse seja mais um movimento que venha fortalecer a luta pela igualdade entre os povos, é que convidamos você para prestigiar as manifestações culturais da “1ª Ocupação Artística na Favela”

Endereço:

Rua: Passagem da Biquinha
Bairro: Vila São José (Favela da Biquinha)
Cidade: São Bernardo do Campo/ SP
Data: Dia 14 de maio, das 9h às 21h

Como chegar de ônibus?
Acesso fácil de trólebus descer no terminal ferrazópolis (SBC) e pegar um coletivo das seguintes linhas: 37, 18 ou 21 destino Vila São José (SBC), é só desembarcar em frente a EE Professor Brazilia Tondi de Lima e perguntar da Favela da Biquinha.

Como chegar de Carro?
Saída da Anchieta (Rota dos Restaurantes) sentido Wal Mart, depois é só seguir o mapa abaixo.

Contatos:
Leonardo Duarte (Léo)
Tel: 11 9549 4995
sessaofalaviela@gmail.com
http://nucleodecomunicacaomarginal.blogspot.com/


Tatewaki  Nio fotógrafo japonês residente de São Paulo há 13 anos, faz fotos de várias construções abandonadas e demolidas em São Paulo.

Participou da ocupação “Conhecimento Concreto” realizada no dia 03/04/2011, na fábrica abandonada de Perus.

Metabolismo Urbano: Escultura do inconciente

Portifólio on line: http://issuu.com/tatewakinio/docs/metabolismo_urbano

Publicado: 6 de maio de 2011 em Uncategorized